Sócios adiam decisão!

Adicione aqui o texto do seu título

Fotografias: Bruno Correia

Foi esta sexta feira dia, 26 de fevereiro, que a Assembleia Geral da Sociedade Filarmónica União Musical e Cultural Doutor Armas da Silveira reuniu os seus sócios. Era apenas um único ponto na ordem de trabalhos: que destino dar ao edifício que pertence à associação.

A reunião contou com aproximadamente vinte pessoas, num universo de mais de cem sócios.  

Embora a ideia fosse passar o edifício para a posse da autarquia de Santa Cruz, chegou-se à conclusão que não era clara a legalidade desta operação, pelo que se irá realizar nova reunião após a verificação da legalidade da intervenção do Município.

Sendo assim a reunião terminou com a vontade de reativar a associação e então a partir daí, com o apoio do Município, decidir o futuro de uma das mais emblemáticas casas da cultura da ilha das Flores.

O edifício que se tem vindo a degradar já albergou escola de música, ballet, teatro, festas e bailes de carnaval, da Pinha, batizados, casamentos e muitos momentos culturais inumeráveis ao longo dos anos.

Mais fotografias da Sociedade (clique aqui)

Crónicas Geral Sociedade

Flores, 20 anos depois

Flores, 20 anos depois No dia em que escrevo, completam-se vinte anos desde que cheguei às Flores. Vinte e cinco horas de viagem no Golfinho Azul, partindo da Praia da Vitória, passando por Graciosa, São Jorge, Pico e Faial. No porão ia o meu Suzuki Samurai, carregado até mais não com coisas que achei essenciais. […]

LER MAIS
Distintos Florentinos Geral

PADRE INÁCIO COELHO

(1575-1643) Fundador do Convento de S. Boaventura   Nasceu em Santa Cruz das Flores por volta de 1575, filho de Mateus Coelho da Costa, Capitão-mor das Flores e do Corvo, e de sua primeira mulher, Catarina Fraga (por sua morte, ocorrida a  13 de Agosto de 1594, Mateus Coelho da Costa voltaria a casar, desta […]

LER MAIS
Cultura Geral Sociedade

Um acto simbólico

Centenário de Pedro da Silveira (1922-2022) A Eng. Manuela Meneses, da direcção da Casa dos Açores em Lisboa, inaugura a placa no prédio em que viveu Pedro da Silveira. A placa no prédio 14 da Rua Freitas Gazul, em Campo de Ourique, Lisboa. Presentes conversam sobre o homenageado. Manuela Meneses lê mensagem enviada por Luís […]

LER MAIS